RECEBA NOSSAS NOVIDADES

Assine agora para receber conteúdo de qualidade

Gama de Medeiros > Artigos > Artigos > Gestão Empresarial e Empreendedorismo Avançado > 7 desafios que o seu negócio terá mesmo após começar a lucrar

7 desafios que o seu negócio terá mesmo após começar a lucrar

Luiz Fernando Gama de MedeirosArtigos, Gestão Empresarial e Empreendedorismo Avançado09 out, 2017 17:39
Compartilhe nas suas redes sociais!

Mesmo depois de obter o sucesso, o negócio ainda passa por muitos desafios. Saiba alguns dos principais neste post!

Negócio
Você está preparado para os desafios do seu negócio?

Quem já tem ou quer ter o próprio negócio, precisa estar preparado para enfrentar grandes desafios. E mesmo depois que a empresa já está prosperando, os desafios não acabam, só aumentam!

Neste post, vamos falar sobre os principais desafios que o seu negócio terá mesmo após começar a lucrar.

7 desafios de um negócio consolidado

Um negócio pode passar por muitos desafios, desde a sua criação até obter o sucesso. Sabemos que não é fácil, e alguns problemas podem aparecer pelo caminho. A Exame.com listou 13 grandes desafios que um negócio pode enfrentar, mesmo depois de consolidado. Elencamos 7 deles. Confira!

1 – Treinar funcionários antigos

Os funcionários da empresa precisam acompanhar a sua evolução e precisam estar atualizados. Por isso, o empreendedor deve capacitar os funcionários desde o início, para não perder potenciais talentos.

Paulo Bittencourt, sócio-fundador da Mega Sistemas, que oferece softwares de gestão empresarial, explica que sua empresa procura trazer as melhores práticas e políticas de benefícios aos funcionários.

“Temos um programa de desenvolvimento no qual os profissionais são divididos em grupos e participam de palestras, reuniões e workshops de capacitação durante um ano. Com base no que aprendem, estruturam projetos que visam alguma melhoria dentro da empresa. As melhores ideias se tornam oficiais”, disse ele.

2 – Liderar todas as áreas da empresa

A liderança deve estar presente na empresa, para que a equipe não se sinta desmotivada. Além de capacitar os funcionários, é preciso investir em liderança.

O fundador da plataforma de gestão de processos Vianuvem, Fredy Evangelista, conta que enfrentou um grande desafio ao ter de aprender a liderar equipes de várias áreas do seu negócio.

“Eu havia trabalhado durante muitos anos liderando equipes de vendas e novos negócios. Atuar na gestão de outras áreas, como financeiro, suporte e operações, foi realmente um grande desafio. Aprendi rapidamente que eu precisava me especializar em outras áreas além da minha especialidade para chegar mais longe como empreendedor.”

3 – Conseguir clientes novos

Continuar conquistando clientes mesmo depois de já ter o negócio consolidado, é mais um grande desafio. Como conquistar cliente novos após já ter uma clientela fidelizada?

A rede Optimum Inglês Profissional enfrentou esse desafio. Após o setor de petróleo e gás ter entrado em crise no ano de 2013, a empresa perdeu um grande contrato e teve de conseguir novos clientes para seus cursos.

O fundador da empresa, Wilson Monteiro, explica que foi preciso investir em marketing digital, para alavancar o negócio. “Foi preciso superar a crise criando uma nova imagem do negócio. Nós desenvolvemos uma influência digital através de CEOs de empresas, tornando nossa comunicação mais humanizada”, conta Monteiro.

4 – Organizar processos

Os processos da empresa devem ser organizados de forma clara. É a chamada governança corporativa. O gestor deve ser responsável por colocar as pessoas certas nos lugares certos, além de fazer um acompanhamento das lideranças.

“Redefinir todas as métricas, processos e fluxos com foco em obtenção de resultados com alta performance, foi determinante para a recuperação de market share e de faturamento”, explicou Fábio Roth, presidente da 5àsec.

5 – Lidar com cortes durante a crise

Às vezes o gestor tem que passar pela difícil decisão de precisar demitir funcionários. Por conta da crise, muitos negócios passaram por isso.

Foi o que aconteceu com a empresa de robótica Pollux. Em 2002, o fundador da empresa, José Rizzo, teve que demitir mais da metade de sua equipe.

“O ambiente era praticamente familiar, pessoas muito próximas e escolhidas cuidadosamente para compor o quadro de funcionários”, conta Rizzo. A melhor forma encontrada para tal foi fazer uma ação conjunta com o departamento de recursos humanos: ele e a área chamaram todos os colaboradores da empresa e informaram a situação: que esse corte era necessário para que a empresa pudesse continuar com sua operação ou fecharia as portas.

Já Fábio Marques Júnior, da Detroit Steakhouse, enfrentou a crise econômica mais recente, no ano de 2014. O empreendedor encontrou dificuldade para convencer franqueados, e por isso teve de buscar maneiras de cortar custos fixos e variáveis, fazer promoções e diminuir o valor pedido de investimento inicial.

6 – Expandir o negócio sem perder a qualidade

Há empreendedores que apostam na expansão do seu negócio quando o mesmo começa a se desenvolver. Porém, essa decisão não pode comprometer a qualidade dos produtos e serviços.

O empreendedor Edmar Bulla, CEO da empresa especializada em soluções de marketing e negócios Croma Solutions, enfrentou esse obstáculo. Segundo ele, para manter a qualidade dos serviços de capacitação, consultoria e pesquisa, teve que investir em processos mais robustos.

Ele investiu em capacitação e diversificou o portfólio de atuação, para atender novas demandas. “A Croma começou pequena, mas logo nos três primeiros meses já estávamos com projetos de alta complexidade. Nos anos seguintes, nossa atuação se expandiu para outros países, especialmente América Latina e Estados Unidos”, explica Bulla.

7 – Manter o crescimento

Outro grande desafio do empreendedor, é fazer a empresa continuar crescendo, mesmo durante a crise econômica. Para isso, é preciso desenvolver uma boa estratégia para o negócio.

O fundador do grupo educacional MoveEdu, Rogério Gabriel, passou por isso. Ele investiu todo seu dinheiro em um varejo especializado em hardwares e softwares de informática, mas o boom do setor transformou sua inovação em commodity. Teve um prejuízo de 10 milhões de reais, e a solução encontrada foi “se reinventar.”

“Vislumbrei a oportunidade de oferecer cursos de informática, pois, com o aquecimento do mercado na época, as pessoas precisavam aprender a dominar a linguagem digital para ingressar no mercado de trabalho”, conta. “Assim nasceu a MoveEdu, que já tem 13 anos de atuação”.

E você, já passou por algum desses desafios? Conte pra gente!

Baixe agora o nosso aplicativo e tenha todos os nossos conteúdos em primeira mão!

Compartilhe nas suas redes sociais!

Deixe o seu comentário!

comentários

Leave a reply



Av. Carlos Gomes, 1155 • Cjto 602
Bela Vista • Porto Alegre • RS
CEP: 90480-004

(51) 3330-3938

sac@gamademedeiros.com.br

Gama de Medeiros. Todos os direitos reservados © 2017