RECEBA NOSSAS NOVIDADES

Assine agora para receber conteúdo de qualidade

Gama de Medeiros > Artigos > Notícias > O que é Compliance?

O que é Compliance?

Luiz Fernando Gama de MedeirosNotícias18 jul, 2017 16:35
Compartilhe nas suas redes sociais!

O Compliance ganhou força no Brasil nos últimos anos. Você já deve ter ouvido falar, não é mesmo?

Compliance
Saiba porque as empresas devem se preocupar com a função de Compliance!

Mas, se ainda não sabe exatamente o que esse termo quer dizer, confira este post!

Definição

Segundo o dicionário informal, o Compliance é um conjunto de disciplinas para fazer cumprir as normas legais e regulamentares, as políticas e as diretrizes estabelecidas para o negócio.

Também serve para as atividades da instituição ou empresa, bem como evitar, detectar e tratar qualquer desvio ou inconformidade que possa ocorrer.

O termo compliance tem origem no verbo em inglês to comply, que significa agir de acordo com uma regra, uma instrução interna, um comando ou um pedido, ou seja, estar em “compliance” é estar em conformidade com leis e regulamentos externos e internos.

Compliance na prática

Muitas empresas têm se preocupado em promover uma cultura ética organizacional. Isso ajuda em muitos aspectos, desde o fortalecimento das relações de trabalho, até a redução da incidência de fraudes e crimes financeiros.

Todos esses aspectos ajudam a fortalecer também a imagem da empresa no mercado.

Há um tempo atrás, as atividades de compliance eram desempenhadas por uma assessoria jurídica. Com isso, as grandes empresas se beneficiavam das normas que garantem a conformidade dos seus atos.

As empresas de hoje possuem outras necessidades. Por isso, o compliance vai além de normas e políticas. A atividade também passou a incluir processos, que devem ser mapeados e geridos, buscando com isso as suas melhorias.

Assim, uma empresa que deseja alcançar seus objetivos estratégicos, precisa saber utilizar as ferramentas de compliance.

De acordo com a Endeavor Brasil, a função de compliance dentro de uma organização, possui alguns dos seguintes objetivos:

  • Gerenciar os controles internos: o profissional dessa área é uma espécie de “xerife” das normas e procedimentos, em todas as esferas da organização;
  • Desenvolver projetos de melhoria contínua e adequação às normas técnicas;
  • Analisar e prevenir fraudes;
  • Monitoramento, das medidas adotadas na área de segurança da informação, junto à área de TI;
  • Trabalhar na elaboração de manuais de conduta e desenvolver planos de disseminação do compliance na cultura organizacional;
  • Realização de auditorias periódicas;
  • Fiscalização da conformidade contábil de acordo com as normas internacionais (International Financial Reporting Standards – IFRS);
  • Interpretar leis e adequá-las ao universo da empresa.

Como percebe-se, o compliance está inserido em diversas áreas. Ou seja, vai muito além da elaboração e publicação de normativos e procedimentos.

Vantagens da implementação do Compliance nas empresas

É importante que todos os gestores entendam como funciona o processo e o que é possível melhorar nas atividades da empresa. Isso vai gerar mais eficiência, eficácia e confiabilidade das informações.

Com o compliance, as empresas conseguem vantagens competitivas. Entre elas, estão:

  • Os processos já são modelados de forma a serem mais facilmente monitorados;
  • A análise de riscos se torna mais criteriosa e abrangente;
  • Certificações, como ISO e outras, acabam sendo identificadas como forma de atestar o cumprimento de normas;
  • Investidores se sentem mais confiantes ao analisar a empresa, atraindo capital;
  • Cada vez mais fatores como ética e respeito ao meio ambiente têm atraído a preferência do público;
  • Os colaboradores acabam se beneficiando de muitas práticas de compliance, o que atrai e mantém talentos, além de aumentar a motivação;
  • A comunicação flui com mais agilidade e os dados e informações são mais confiáveis.

Conclusão

Adotar programas de compliance faz com que as empresas previnam-se de muitos problemas. Brigas judiciais por conta de leis trabalhistas descumpridas, multas pesadas por falhas na prestação de contas e multas por descumprimento às leis ambientais, são alguns exemplos.

Portanto, substimar a atividade de compliance pode ser perigoso para qualquer empresa que deseja crescer e atingir um patamar de excelência.

Tem dúvidas sobre outros termos do mundo dos negócios? Então acompanhe o nosso Dicionário Empresarial Avançado!

E se quiser sugerir outros termos, deixe nos comentários!

Não esqueça também de baixar o nosso aplicativo para se manter sempre bem informado!

Compartilhe nas suas redes sociais!

Deixe o seu comentário!

comentários

Leave a reply



Av. Carlos Gomes, 1155 • Cjto 602
Bela Vista • Porto Alegre • RS
CEP: 90480-004

(51) 3330-3938

sac@gamademedeiros.com.br

Gama de Medeiros. Todos os direitos reservados © 2017