CNH passa a ter código QR-Code para evitar fraudes | Gama de Medeiros

Notícias

CNH passa a ter código QR-Code para evitar fraudes

Professor Gama
Escrito por Professor Gama em maio 11, 2017
CNH passa a ter código QR-Code para evitar fraudes
Junte-se a mais de 127.133 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Código pode ser lido por aplicativo que está disponível gratuitamente. Saiba mais.

CNH
Mudança na CNH vai garantir que o documento não seja alvo de fraudes.

Quem emitir a sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) a partir deste mês, contará com uma novidade para garantir que o seu documento esteja protegido contra falsificações. A CNH passará a ter um código QR-Code que dá acesso rápido às informações do condutor.

O Ministério das Cidades e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), divulgaram a novidade nesta terça-feira (9), em Brasília. A mudança, que é válida para todo o Brasil e obrigatória, vai garantir maior autenticidade ao documento e facilitar a verificação dos agentes de trânsito.

O código já está sendo impresso no verso das CNHs emitidas deste o início do mês. Ele poderá ser lido com o Lince, aplicativo gratuito desenvolvido pelo Serpro.

O aplicativo faz a conferência dos dados do portador a partir de consultas ao Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach).

“Essa implementação tecnológica vai permitir a todos conferir a foto. Não só os agentes de segurança e agentes de fiscalização de trânsito, mas todos os agentes da sociedade”, declarou o diretor do Denatran, Acássio Figueira.

Segundo o Denatran, por volta de 300 mil CNHs já foram solicitadas com o código QR-Code, desde o início de março; a expectativa é que em até cinco anos, todos já possuam o código no documento.

Quem já possui a CNH, não precisa se preocupar

O Denatran explica que não é necessário ter pressa para trocar o documento. Para quem já possui CNH, o processo ocorrerá na renovação. O código também será inserido nos documentos emitidos em casos de pedido de 2ª via, de roubo, perda ou por qualquer outro motivo. Caso contrário, a CNH continua estando dentro da lei mesmo sem o código.

O novo formato não implicará em elevação de custos para a emissão do documento, pelo menos não por parte do órgão. A taxa de emissão é definida por cada Estado. Assim, se houver cobrança adicional, a responsabilidade será dos departamentos de trânsito regionais.

Fique por dentro de todas as novidades! Baixe agora o nosso aplicativo e tenha as notícias em primeira mão.

Deixe o seu comentário!

comentários

Advogado e Empresário. Diretor de Marketing da Agencia Professor Gama

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *