O que fazer sobre a duvida com relação a vacina do COVID-19

Artigos

O que fazer sobre a duvida com relação a vacina do COVID-19

Andrea W
Escrito por Andrea W em dezembro 22, 2020
O que fazer sobre a duvida com relação a vacina do COVID-19
Junte-se a mais de 127.133 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A pesquisa dá algumas dicas sobre a melhor maneira de estimular a vacinação.

O desenvolvimento de uma vacina COVID-19 em tempo recorde é uma grande conquista para o sistema de saúde. 

Agora, à medida que as empresas farmacêuticas começam a distribuir a vacina, os especialistas em saúde pública precisam enfrentar outro desafio: convencer um número suficiente de pessoas a tomá-la.

Uma revisão sistemática conduzida por psicólogos britânicos e publicada no início deste mês, combinou dados de 20 estudos em 13 países para descobrir quantas pessoas pretendem receber a vacina.

Em pesquisas conduzidas de junho a outubro, os pesquisadores descobriram que 60% dos participantes planejam tomar a vacina COVID-19, 20% planejam recusar a vacina e 20% estão indecisos.

Mulheres, pessoas mais jovens, com menor nível de escolaridade ou menor renda e aqueles pertencentes a um grupo de minoria étnica eram mais propensos a recusar a vacina.

Vamos saber porque? Siga a leitura.

INÍCIO DA PANDEMIA MOSTRAVA MAIOR DISPOSIÇÃO A VACINA

Curiosamente, quando as pessoas foram pesquisadas no início da pandemia – de março a maio de 2020 – elas estavam mais dispostas a ser vacinadas; 79% planejavam tomar a vacina, 19% a mais do que as pessoas pesquisadas no final do ano.

Os especialistas não têm certeza de quantas pessoas precisarão da vacina para obter imunidade coletiva, um termo que significa que toda a população estará protegida.

A obtenção da imunidade coletiva depende dos atributos específicos de uma doença. 

Para o sarampo, por exemplo, mais de 90% da população deve ser vacinada para obter imunidade coletiva.

Os epidemiologistas estimam que entre 70 e 90% da população teria que ser vacinada para obter imunidade coletiva para COVID-19 – significativamente mais do que os 60% que disseram que planejam receber a vacina.

Felizmente, pesquisadores de saúde pública estudaram as melhores maneiras de encorajar as pessoas a serem vacinadas.

Em uma  revisão sistemática publicada em 2015, os pesquisadores examinaram a eficácia das intervenções que incentivam as pessoas a se vacinarem.

 

COMO ENCORAJAR AS PESSOAS A FAZER A VACINA

Os pesquisadores encontraram uma série de evidências sobre as melhores maneiras de encorajar as pessoas a serem vacinadas.

Para as crianças, exigir vacinas para a frequência escolar melhora as taxas de vacinação em países de alta renda, mas não aborda a questão subjacente por trás da relutância à vacinação e levanta preocupações sobre as liberdades civis.

Em países de baixa renda, esses tipos de requisitos podem ser uma barreira para a educação.

A revisão descobriu que ferramentas tradicionais de educação, como panfletos informativos, pouco ou nada fizeram para encorajar as pessoas a receber vacinas.

E em um estudo, materiais educacionais para refutar a falsa alegação de que a vacina MMR pode levar ao autismo levou à hesitação entre alguns pais que pretendiam vacinar.

Há algumas evidências de que as campanhas na mídia de massa melhoram as atitudes em relação às vacinas e, em última análise, levam a taxas mais altas de vacinação.

Mas os dados não são totalmente claros porque pode ser difícil quantificar os resultados desse tipo de campanha.

CONVERSAS ESCLARECEDORAS ENTRE PROFISSIONAIS DE SAÚDE E PACIENTES

Os dados são claros quando indicam que conversas entre pacientes e profissionais de saúde são a melhor maneira de promover a confiança na vacinação.

Disponibilizar materiais educacionais simples e baseados em fatos para profissionais de saúde é uma estratégia-chave para incentivar essas conversas úteis.

Por fim, a mensagem que devemos levar para casa é de que milhões de pessoas em todo o mundo estão hesitantes em receber uma vacina COVID-19.

Para proteger uma população inteira do vírus COVID-19, as autoridades de saúde pública precisarão usar estratégias baseadas em evidências para construir confiança na vacina para que possamos alcançar a imunidade coletiva.

Você já está decidido sobre o uso da vacina? Comente!

Deixe o seu comentário!

comentários

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *