Notícias

Engenheiro demitido pelo Google por carta contra diversidade processa a empresa

Professor Gama
Escrito por Professor Gama em agosto 10, 2017
Engenheiro demitido pelo Google por carta contra diversidade processa a empresa
Junte-se a mais de 127.133 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Em entrevista, James Damore afirmou ter criado a carta após passar por situações em que sua opinião sobre diversidade de gênero na empresa foi repreendida. Saiba mais.

Google
Arrecadação online pretende levantar US$ 60 mil para custear briga judicial de Damore contra o Google.

James Damore, um engenheiro do Google, foi demitido após ter publicado uma carta em que criticou as políticas para promover a diversidade de gênero na empresa. Por causa disso, o engenheiro entrou com um processo contra o Google.

Damore afirmou ter passado por situações em que sua opinião sobre diversidade de gênero foi repreendida na empresa.

“Eu passei pelo programa de diversidade do Google. Ele não era registrado, era totalmente secreto. Eu ouvi coisas com que discordava. Tive algumas discussões com eles lá. Houve uma série de constrangimentos e ouvi… ‘Não, você não pode dizer isso – isso é sexismo’ “, afirmou Damore.

O CEO do Google, Sundar Pichai, se manifestou sobre o caso, dizendo que as ideias defendidas por Damore não eram aceitáveis e se opunham ao código de conduta da empresa.

Ainda não há muitas informações sobre o processo. Segundo o site Olhar Digital, após ser demitido, Damore comentou à imprensa que a empresa o estava “intimidando e representando mal”.

“Eu tenho o direito legal de expressar minhas preocupações sobre os termos e condições do meu ambiente de trabalho (…), e é isso que meu documento faz”, disse ele ao New York Times.

Guerra contra o Google: entrevista dada pelo engenheiro repercutiu na internet

Damore justificou a decisão de criar e distribuir o documento em uma entrevista nesta terça-feira (8) à Stefan Molyneux. Ela é uma youtuber “alt right”, de extrema direita. Depois do vídeo ser publicado, pessoas do movimento da direita americana criaram uma “vaquinha virtual” para arrecadar US$ 60 mil.

De acordo com o G1, o objetivo era custear uma possível briga jurídica contra o Google. A quantia também seria para sustentar o engenheiro caso entrasse para uma suposta “lista negra” no Vale do Silício.

Na entrevista, o engenheiro disse também que “há muita hipocrisia nas coisas que eles estão dizendo” e por isso decidiu “criar o documento para clarear meus pensamentos”.

Especialistas consideram que o caso até pode ter mérito, mas não significa que ele tenha chances de ganhar. Segundo a advogada Eve Wagner, o advogado de Damore pode argumentar que seu manifesto estava protegido pela lei da Califórnia, porque ele está relacionado a um suposto tratamento desigual de funcionários.

Você concorda com a posição do engenheiro? Deixe o seu comentário!

E para ter acesso a todas as nossas notícias em primeira mão, baixe agora o nosso aplicativo!

Deixe o seu comentário!

comentários

Advogado e Empresário. Diretor de Marketing da Agencia Professor Gama

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Junte-se a mais de 127.133 pessoas