&noscript=1"/>

Notícias

Investir em moedas virtuais diversificadas pode render mais lucros

Professor Gama
Escrito por Professor Gama em janeiro 15, 2018
Investir em moedas virtuais diversificadas pode render mais lucros
Junte-se a mais de 127.133 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Além do bitcoin, criptomoeda mais popular no Brasil, especialistas apontam que investir em moedas virtuais menos conhecidas pode render mais lucros. Entenda!

Investir em moedas virtuais diversificadas pode render mais lucros
Moedas virtuais como o Tron, o Ripple e a Gram são as melhores apostas para 2018. Saiba mais!

Nem só de bitcoin vive o mercado de criptomoedas. Pelo menos é o que afirmam especialistas em entrevista ao portal R7.

Que 2017 foi o ano do bitcoin não resta nenhuma dúvida. A popularidade das moedas virtuais cresceu consideravelmente quando o bitcoin valorizou mais de 1.200%.

Entretanto, especialistas apontam que o BTC não é a melhor aposta para quem deseja lucrar neste ano.

Os técnicos atentam para moedas virtuais menos conhecidas como o Tron, o Ripple e a Gram — criptomoeda associada ao aplicativo de mensagens Telegram.

O empresário, investidor e especialista em criptomoeda Sérgio Tanaka afirma que as moedas virtuais diferentes do Bitcoin “têm um potencial de valorização maior”.

Contudo, Tanaka alerta para disponibilidade das moedas no mercado, o que pode dificultar uma possível venda no futuro.

“— Algumas moedas virtuais têm uma liquidez menor do que o Bitcoin. É importante sempre estar atento a isso, mas vai acontecer uma valorização maior, com certeza.”

Já para Andre Miceli, coordenador do MBA em Marketing Digital da FGV (Fundação Getulio Vargas), essa busca maior pelas criptomoedas deve puxar esse crescimento de moedas ainda desconhecidas.

“— Eu acho que a gente pode ter em outras moedas um crescimento talvez não tão pujante como a gente viu no Bitcoin, mas ainda sinuoso.”

Moedas virtuais ainda geram desconfiança

Apesar de acreditar que as criptomoedas fazem parte do futuro da economia mundial, o planejador patrimonial do Grupo GGR, Fernando Marcondes, classifica o mercado de investimento nas moedas virtuais como “um jogo” ainda sem fundamento.

“— Para mim, [o mercado de moedas virtuais] sempre foi um preto e vermelho de roleta. Eu prefiro comprar uma empresa ou jogar em um cassino do que investir em uma única criptomoeda.”

Marcondes compara o mercado com a ascensão dos buscadores e das redes sociais. Para ele, os investidores de olho neste mercado “vão precisar de sorte para estar na criptomoeda que vai dar certo”.

“— É muito difícil afirmar que a moeda que vai dar certo é o Bitcoin. No futuro, vão existir bilionários [que fizeram dinheiro com as moedas virtuais], mas vão existir também milhares que vão perder dinheiro com elas.”

► Leia também: 6 belas obras de arte inspiradas em Bitcoin

Quer descobrir como criar um modelo de advocacia com crescimento rápido e enxuto? Então, confira o vídeo abaixo!

Deixe o seu comentário!

comentários

Advogado e Empresário. Diretor de Marketing da Agencia Professor Gama

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *