Como amar alguém com opiniões políticas diferentes

Desenvolvimento Pessoal

Como amar alguém com opiniões políticas diferentes

Andrea W
Escrito por Andrea W em fevereiro 11, 2020
Junte-se a mais de 127.133 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

 

 

Navegar em um relacionamento com um parceiro que tem visões políticas diferente das suas não é fácil. Mas isto pode ser feito.
Navegar em um relacionamento com um parceiro que tem visões políticas diferente das suas não é fácil. Mas isto pode ser feito.

No clima político atual, parece quase impossível alguém cruzar as fronteiras do partido.

E se nossos políticos não tiverem a mente aberta para visões opostas, que esperança há para o resto de nós?

Navegar em um relacionamento com um parceiro que tem visões políticas diferentes das suas não é fácil.

Mas isto pode ser feito. Apesar das visões políticas opostas, existe a possibilidade de dar certo.

O segredo? Vamos conhecer agora.

SEGREDOS PARA NÃO CRIAR CONFLITO SOBRE POLÍTICA 

Vamos conhecer alguns dos principais segredos para não tornar a relação insustentável com posicionamentos políticos diferentes.

NÃO DISCUTA SOBRE POLÍTICA EM CASA.  

Mas, infelizmente, isso não funciona para todos os casais.

Então, se você conheceu alguém ótimo, que te faz feliz em todos os aspectos, exceto quando abrem a boca para falar de  impostos e política, o que você faz? 

Não se preocupe, há esperança. Se você e seu parceiro estão dispostos a fazer seu relacionamento funcionar, não há razão para que azul e vermelho não possam se unir para criar um lindo roxo.  

SEJA CURIOSO

Admita que, quando começou a namorar seu  atual parceiro, você tinha suposições sobre a política dele e que isso deixou você insegura se isso daria certo entre vocês.

No entanto, imagine que seria injusto não lhe dar uma chance de explicar suas crenças.

Então faça  perguntas, se ele ficou mais do que feliz em respondê-las. 

Ele não foi condescendente em suas explicações sobre seu ponto de vista e não fez você se sentir estúpida por não saber do que estava falando.

Ele ficou feliz por querer saber mais e te incentivou a continuar fazendo perguntas.

É assim que você aprende e ninguém deve menosprezar ou fazer com que se sinta envergonhado por fazê-lo.

Qualquer parceiro, ou parceiro em potencial, deve estar disposto a ajudá-la a encontrar as explicações que está procurando, e não te depreciar por não saber num primeiro momento.   

É fácil dizer a si mesmo que você tem uma mente aberta.

Mas quando seu parceiro tem um ponto de vista totalmente diferente, você pode querer defender suas crenças em vez de ouvi-las. 

É importante resistir a esse impulso.

Se você está tomando um tempo para sentar e discutir um determinado tópico, os dois precisam estar realmente presentes na conversa.

As distrações devem ser reduzidas ao mínimo que você discutir.

Por exemplo, manter o telefone em outra sala é uma boa ideia.

Se o telefone estiver próximo, é mais provável que você ignore o que seu parceiro está dizendo e, inadvertidamente, diga a ele que não é importante.  

Então, como você e seu parceiro se ouvem ativamente? Uma maneira de fazer isso é reiterando o argumento que você acabou de ouvi-los, dizendo: “Foi isso que eu ouvi você dizer, estou correta?”.

Isso permite que seu parceiro confirme isso ou se corrija, se não parecer da maneira que esperava.

Em troca, seu parceiro deve oferecer a mesma cortesia.

O ponto principal de uma discussão é ver como alguém chegou à sua opinião;

Discutir por que sua opinião está errada não deve ser feito. 

MONITORE SUA REAÇÃO

Quando você está debatendo um tópico pelo qual sabe que você e seu parceiro são apaixonados, existem maneiras de garantir que a discussão não seja aquecida.

Antes de entrar, reserve um tempo para organizar seus pensamentos.

Ao se permitir respirar, você diminui o risco de dizer algo irritado e desrespeitoso. 

Se há um momento em que as vozes estão sendo levantadas ou a volatilidade está começando a dominar, a sugestão é dar um tempo de espera e retornar à discussão quando os dois estiverem equilibrados o suficiente para continuar. 

Mesmo um simples “Ei, isso é importante e eu quero falar sobre isso, mas estou me sentindo muito bravo agora.

Talvez possamos conversar amanhã? ”Pode fazer uma enorme diferença. 

Exemplo:Durante a primeira grande discussão que meu namorado e eu discutimos sobre política, as tensões aumentaram e me senti irritada e defensiva.

Eu não estava mais ouvindo o que ele estava dizendo.

Ficamos em silêncio por uma hora, incertos sobre como resolver a tensão entre nós.

No final, percebemos que não parecia que íamos encontrar um terreno comum.

E tudo bem. É normal que os casais discutam, mas quando se trata de linguagem desrespeitosa ou raiva equivocada, é hora de parar.  

RESPEITO

Não há nada errado em questionar suas crenças. Embora, para ser honesto, é aterrorizante quando isso acontece.

Quando nos permitimos abrir para novas idéias quando questionamos o que originalmente pensávamos que sabíamos.

Porém, lembre-se de que seu parceiro nunca deve impor suas crenças a você. 

Um parceiro não tentaria influenciar suas opiniões.

Em vez disso, ele diria que é assim que vêem um problema e que a maneira como você processa essas informações depende de você.

Nem todo casal com opiniões políticas opostas pode acabar dando certo.

Para alguns, a política pode vir a ser uma quebra de acordo, e isso é bom.

No entanto, se você se envolver em um relacionamento com alguém politicamente diferente de você, a comunicação será mais importante do que nunca.

Não tenha medo de conversar sobre suas opiniões e fazer perguntas, se quiser saber mais.

A chave é sempre respeitar os pensamentos e sentimentos um do outro. Afinal, o amor não tem afiliações políticas.  

Você já passou por um relacionamento assim? Comente!

 

Deixe o seu comentário!

comentários

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *