Quatro sinais de que você é filho de um pai tóxico e o que fazer

Desenvolvimento Pessoal

Quatro sinais de que você é filho de um pai tóxico e o que fazer

Andrea W
Escrito por Andrea W em março 4, 2020
Junte-se a mais de 127.133 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Gerenciar pessoas tóxicas em sua vida é muito diferente com base no seu relacionamento com o indivíduo como um pai tóxico.

Por exemplo, se você tem amigo tóxico ou está namorando alguém tóxico, é possível restringir, limitar ou interromper suas interações com esse indivíduo para se livrar do impacto negativo que ele causa na sua vida.

No entanto, quando os indivíduos tóxicos são seus pais ou os pais de seu cônjuge ou companheiro, as opções para simplesmente eliminar o relacionamento geralmente não são realistas ou possíveis. 

Nestes tipos de situações, e em particular com pais tóxicos, encontrar maneiras eficazes de gerenciar o relacionamento para preservar sua saúde emocional é uma consideração dificil.

Neste artigo mostraremos os sinais mais corriqueiros de que você vive ou viveu numa relação tóxica com seus pais. Confira!

SINAIS COMUNS DE PAIS TÓXICOS 

Existem comportamentos adotados pelos pais que podem ser identificados como tóxicos e gerar grandes problemas ao desenvolvimento dos filhos. Conheça alguns deles:

REATIVAMENTE NEGATIVO 

Os pais tóxicos estão emocionalmente fora de controle.

Eles tendem a dramatizar questões ainda menores e vêem qualquer possível desprezo como uma razão para se tornar hostil, irritado, verbalmente abusivo ou destrutivo.

FALTA DE EMPATIA

A pessoa ou pai tóxico não é capaz de simpatizar com os outros.

Em vez disso, tudo é sobre eles e suas necessidades, e eles não conseguem ver como tudo o que fazem pode ser visto pelos outros como perturbador ou prejudicial.

CONTROLADOR AO EXTREMO

Quanto mais tóxico o indivíduo, mais ele deseja controlar tudo e todos ao seu redor.

Isso significa pais em excesso e demandas irracionais, mesmo em filhos adultos.

ALTAMENTE CRÍTICO

O pai tóxico não pode ou não verá as realizações de seus filhos, independentemente de quão bem-sucedida ela é quando se torna adulta.

Eles estão constantemente colocando as pessoas ao seu redor como excepcionais e talentosas.

CULPA OS OUTROS 

A desarmonia, desacordos, hostilidade e desagregação familiar causada pelo pai tóxico é sempre culpa de outra pessoa.

Esses pais não se responsabilizam por nenhum problema, mas culpam o resto da família e distorcem ou manipulam a maneira como veem esses eventos.

 

COMO LIDAR COM PAIS TÓXICOS

O primeiro e mais importante fator para os filhos adultos de pais tóxicos perceberem é que eles só podem controlar seus comportamentos.

Não existe a capacidade de alterar ou controlar os comportamentos que seus pais optam por usar.

Reconhecer e aceitar que os pais são tóxicos e não estão dispostos a mudar permite que você tenha a liberdade de considerar suas próprias necessidades.

Você tem a capacidade de definir o relacionamento para atender às suas necessidades emocionais e evitar se sujeitar negativamente, hostilidade e toxicidade na tentativa de “consertar” o problema.

DEFINA LIMITES 

 É crucial estabelecer limites e definir claramente o que você aceitará e o que não aceitará.

Seja claro ao definir esses limites e restrinja o contato com seus pais para manter seu tempo juntos positivo e saudável.

ESTABELEÇA UM LOCAL DE ENCONTRO

Definir o local para suas interações com o pai tóxico também é uma maneira de limitar comportamentos problemáticos.

Reunir-se em um espaço público permite que você saia se eles não respeitarem seus limites.

E também você possa criar um local neutro, onde é menos provável que você caia nos velhos padrões de comportamento. 

Considerado um problema comum se você se encontrar na casa da família.

MANTENHA UM AUTOCUIDADO

Seja gentil consigo mesmo. Você não precisa passar todas as férias ou eventos especiais com seus pais.

Em vez disso, passe tempo com pessoas positivas, que façam você se sentir bem consigo mesmo.

E que o incentivem a continuar sendo a pessoa maravilhosa que você é.

Conversar com um terapeuta ou conselheiro também pode ser fundamental para ajudar a entender o impacto que um pai tóxico pode gerar.

E a parti disso, desenvolva estratégias de gerenciamento eficazes para o relacionamento no futuro.

 

Deixe o seu comentário!

comentários

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *